sexta-feira, 11 de novembro de 2016

[Macaé] Veja vídeo com Tezeu Bezerra, Diretor do Sindipetro-NF, explicando as razões do protesto

video




Saiba mais sobre as manifestações em Macaé no link 

[Búzios] Presidente da Câmara divulga prestação de contas de sua gestão


O vereador Henrique Gomes está terminando sua gestão e ano que vem assume sua cadeira como vice-prefeito do município

Lucas D'Assunção 


O presidente da Câmara dos Vereadores de Armação dos Búzios e vice-prefeito eleito, Henrique Gomes, do Partido Progressista, o PP, divulgou a Prestação de Contas nessa semana referente à sua gestão como presidente, contendo informações sobre Projetos, Requerimentos, Moções, Resoluções, Indicações, enfim, relatando a atuação do edil

Tendo como marca o rigor fiscal e a moralização da Casa Henrique, que finaliza o seu mandato como vereador neste ano, e assumirá em 2017 a Prefeitura Municipal como vice-prefeito do Dr. André Granado (PMDB), e deixa como legado em 2015 a economia de R$310 mil do Legislativo de Búzios que foi devolvido ao Executivo para uso no orçamento da cidade.

“Finalizo meu trabalho como presidente da Câmara ciente de que  trabalhei com  afinco e compromisso, visando sempre o bem da Cidade e seu povo”, comentou o novo vice-prefeito de Búzios.

Confira as ações realizadas na gestão de Henrique Gomes

·         *  Extinção da diária de vereadores, gerando redução de 85% dos gastos com diárias.

·         * Redução de 30% dos cargos de comissão (portaria);

·          *Gratificação aos servidores efetivos de ensino superior e readequação do salário base dos servidores efetivos da Câmara em 35%;

·       *  Reajuste salarial de 10,5% aos servidores municipais do Legislativo;
·          Redução de gastos com prestadores de serviços;

·       *  Implementação do Projeto da Escola do Legislativo;

·         *Aquisição de dois automóveis para renovação da frota do Legislativo;

·        * Compra de equipamentos de informática para equipar os gabinetes e administração da Câmara Municipal;

·         *Disponibilização do Boletim Oficial para download no site da Câmara Municipal;

·        * Colocação de painel eletrônico no plenário para permitir a divulgação e visualização de mídias nas sessões;

·         *Convocação de novos concursados;

·          *Gratificação por função para remunerar servidores efetivos que participam de comissões especiais, grupos de trabalho, comissão de licitação ou que participem de conselhos municipais;

·         *Atualização do auxílio alimentação dos servidores efetivos do Legislativo para 15 reais por dia
·         Investimento na capacitação e especialização em cursos de gestão de Tesouraria, gestão de patrimônio, contabilidade, procedimentos patrimoniais, execução orçamentária e Planilha de Custos;

[Macaé] Petroleiros e militantes sociais fecham rodovia em Macaé contra corte de direitos e privatização da Petrobrás

Petroleiros, estudantes e trabalhadores rurais sem terra realizam, neste início da manhã desta sexta-feira, 11, um protesto na rodovia Amaral Peixoto, em Macaé, próximo à base do Parque de Tubos, da Petrobrás. Os militantes incendiaram pneus, ergueram faixas e fazem discursos sobre as pautas do movimento, contra o corte de direitos, o desmonte da Petrobrás e a entrega do pré-sal. A estrada foi interditada nos dois sentidos por volta das 6h e, às 7h30, teve meia pista liberada.
De acordo com o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense, a manifestação faz parte do Dia Nacional de Greve e Paralisações, convocado pela CUT e demais centrais sindicais em todo o País.
O protesto também destaca o combate à reformas do ensino médio, da previdência e trabalhista, do governo Michel Temer. Está sendo lembrada ainda a situação dos servidores públicos do estado do Rio de Janeiro, com palavras dos militantes contra o chamado Pacote da Maldade, do governador Luiz Fernando Pezão.
Os petroleiros concluem, com o ato de hoje, duas semanas de protestos na região, aprovadas em assembleias da categoria. Se não houver avanços nas negociações da Campanha Salarial com a Petrobrás e recuo do governo e do Congresso Nacional nas pautas contrárias aos interesses dos trabalhadores, a previsão é da de realização de mobilizações cada vez mais intensas.
"O desmonte da Petrobrás está colocado, a venda do patrimônio brasileiro está colocada, e nós não vamos aceitar que os direitos dos trabalhadores sejam cortados. Têm acontecido redução de salários e punições indevidas. Hoje, dia nacional de luta, estamos aqui em Macaé fazendo a nossa parte, mostrando a nossa insatisfação com as medidas desse governo golpista", disse Tezeu Bezerra, diretor do Sindipetro-NF, que responde interinamente pela coordenação geral da entidade.